Gestão de Estoque 5 dicas para reduzir custos

Gestão de Estoque: 5 dicas para reduzir custos

Atualizado em 21/06/2021
Por Pedro Mendonça

Gestão de Estoque: 5 dicas para reduzir custos

Atualizado em 21/06/2021
Por Pedro Mendonça
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Uma gestão de estoque eficiente e assertiva é um dos principais elementos que irão compor o sucesso da empresa, sua saúde financeira e seu crescimento com competitividade no mercado.

O estoque é responsável por uma parcela significativa dos investimentos da organização, seja em material, maquinário e pessoal.

Para ajudar na sua gestão de estoque, a Principal Software, empresa produtora de softwares para gestão e controle comercial e industrial, atuante no mercado há mais de 25 anos e com um portfólio de mais de 700 empresas atendidas, preparou esse material com 5 dicas para reduzir custos com seu estoque.

Controle total de Entradas e Saídas no Estoque

O controle total de todas as entradas e saídas de mercadorias/insumos que transitam pelo seu estoque é importantíssimo para que a sua gestão seja assertiva.

Mantenha o seu controle alimentado e atualizado o tempo todo. Todas as entradas e saídas devem ser computadas imediatamente, para evitar eventuais falhas, prejuízos e discrepâncias entre o estoque físico e o estoque fiscal.

Obviamente, essa tarefa será muito mais fácil se você contar com uma solução que automatize esse processo. 

Manter o estoque devidamente controlado será importante para uma série de fatores, como: as informações e dados que servirão como base para a tomada de decisão gerencial, gestão de vendas, gestão de compras, estabelecimento de processos e etc. 

Zere os Excessos e Faltas de Estoque

Tanto o estoque em excesso como o estoque faltante são falhas gerenciais que podem acarretar em prejuízos severos. 

Estoque em Excesso:

Estoque em excesso, ou seja, parado, significa o seguinte: muito capital estacionado. Esse capital poderia ser investido em outros setores, como por exemplo: apoio maior ao setor de vendas, maior aporte ao marketing e etc, ou seja, áreas que impactam diretamente o crescimento financeiro da empresa.

Outro fator importantíssimo a ser analisado na situação de estoque em excesso, sãos os gastos que esse capital parado proporciona rotineiramente, como: 

  • Vencimento de data de validade;
  • Quebras;
  • Perdas;
  • Avarias;

De forma geral, trabalhar com um estoque excessivo representa uma chance maior de fracasso, o que aumentará seus custos e ainda fará com que perca competitividade num mercado cada vez mais assertivo e com menos margens para equívocos. 

Estoque em Falta

O oposto do problema supracitado também pode representar uma dor de cabeça inconveniente, porém facilmente evitável.

O estoque faltante tende a criar 3 situações extremamente desagradáveis para os empresários: 

  • Perda de confiança;
  • Perda da clientela;
  • Perda de credibilidade no mercado;

Quando um fornecedor não tem um produto para vender, o cliente entende que a organização gerencial daquela empresa deixa a desejar. Sem contar que o cliente só pensa em uma coisa: ter sua necessidade suprida. 

Quando ele tem sua necessidade frustrada, o primeiro encaminhamento é buscar por outra empresa que possa fornece-lo o que deseja e precisa.

Assim, sua empresa – que por má gestão de estoque – operou com estoque faltante perde clientes e a credibilidade no mercado. 

Atenção ao Inventário

O inventário físico do estoque deve ser realizado de forma periódica, ou seja, de tempos em tempos previamente estabelecidos. 

O inventário será seu grande aliado no monitoramento do seu volume de estoque, para evitar os erros gerenciais citados no tópico anterior deste artigo.

Outro fator importantíssimo e que justifica a periodicidade da elaboração do inventário é a possibilidade de descobrimento de possíveis irregularidades

Com esses dados em mãos, os processos de segurança podem ser aperfeiçoados, e os controles mais bem definidos e alinhados.

Fazer a contagem física do estoque afim de elaborar o inventário é uma tarefa que, comumente, demanda um investimento alto de tempo.

Entretanto, não precisa ser assim, pelo contrário! No próximo tópico eu apresentarei e explicarei o motivo.

Tenha um Software Especializado em Controle e Gestão de Estoque

Contar com um software de auditoria, controle e gestão de estoque certamente é a principal dica deste artigo, uma vez que uma solução como essa consegue condensar todos os itens anteriores, ou seja, proporcionando a sua gestão de estoque o nível de precisão e assertividade que o mercado exige e demanda.

O Auditor do Estoque – Software de Controle e Gestão de Estoque da Principal Software, é a solução precisa para os empreendedores que precisam ganhar assertividade na gestão deste ativo tão importante e caro.

O Auditor do Estoque, por exemplo, faz a contagem do estoque físico – um trabalho que costuma demandar um investimento altíssimo de tempo e mão de obra – através da leitura de código de barras pelo seu celular, ganhando em precisão e acelerando muito o processo.

Além disso, o controle das entradas e saídas de produtos/matéria prima é feito através dos arquivos XML’s de entrada e saída, acelerando o processo de baixa do estoque.

Por fim, para ganhar assertividade no planejamento estratégico, o Auditor do Estoque proporciona ao decisor 9 indicadores de performance, que servirão como bússola para traçar objetivos e metas, alinhando com precisão expectativas e a realidade.

Quer saber mais? Nos mande uma mensagem!

Pedro Mendonça, aqui no Blog.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Gestão de Estoque: 5 dicas para reduzir custos.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções para gestão e automação comercial para organizar as rotinas de faturamento