Maiores Marketplaces do Brasil: saiba como alcançar o sucesso no mercado digital!

Atualizado em 11/05/2022
Por Laura Botelho

Mercado Livre, Magazine Luiza, Americanas, Submarino e Casas Bahia são os maiores exemplos de marketplaces de sucesso do Brasil, que estão aumentando cada vez mais sua rede de compradores e vendedores on-line. Conheça a história desses maiores cases e saiba como eles podem ajudar o seu negócio a ter mais visibilidade no mercado digital.

Fazer com que seu negócio ingresse em um marketplace de sucesso garante o aumento da visibilidade e do volume de vendas dos seus produtos, popularizando, consequentemente, sua marca. E isso é possível ao adotar algumas estratégias, que já foram seguidas por grandes empresas desse segmento. As experiências dos maiores marketplaces do Brasil podem inspirar a criação de novos negócios, que também têm a capacidade de gerar melhores conversões de vendas.

Quer saber mais como esse mercado funciona e como obter sucesso digital de sua marca? Nós da Principal Software, selecionamos os melhores cases de marketplaces do país para você começar a investir nesse ramo e alavancar suas vendas. Confira abaixo e boa leitura! 

A história do marketplace no Brasil

Apesar de ser recente em nosso país, o marketplace já fazia sucesso em outros lugares, como nos Estados Unidos. As primeiras empresas a abrirem suas portas para outros e-commerces foram o eBay e a Amazon, que começaram suas atividades em 1990, trazendo para o mercado esse novo modelo de negócios.

Os primeiros e os maiores marketplaces do Brasil surgiram a partir dos anos 2000, sendo os pioneiros desse modelo de negócios a Americanas e o Ponto Frio. Em seguida, veio a Submarino, que abriu seu capital, e a Americanas adquiriu o Shoptime, outro marketplace brasileiro de sucesso. Logo depois nasceu o B2W, que é um conjunto de empresas brasileiras voltadas para esse setor digital, englobando marcas como Submarino, Americanas e Shoptime. 

Além disso, um dos maiores marketplaces do país começou suas atividades em 1999, tornando-se referência no segmento ao popularizar-se nas compras e vendas on-line, abrindo espaço para terceiros venderem por meio da plataforma. Estamos falando do Mercado Livre, nosso Top 1 cases de sucesso que vai te inspirar. Confira!

5 Maiores Marketplaces do Brasil: cases para você se inspirar e alcançar o sucesso no mercado digital!

Mercado Livre

Em primeiro lugar da nossa lista, está o Mercado Livre: um dos marketplaces mais tradicionais da internet brasileira, além de ser o maior marketplace da América Latina!

A empresa foi fundada em 1999 e hoje o site é líder de acesso no segmento no Brasil, com mais de 300 milhões de usuários registrados, 19 milhões de vendedores, 200 milhões de ofertas em tempo real e mais de 10 compras por segundo.

Como você já deve conhecer, dentro dessa plataforma é possível vender e comprar tanto produtos novos quanto usados, de qualquer categoria ou segmento. Além disso, como em outros marketplaces, existe a possibilidade de realizar anúncios dos seus produtos em e-commerce, no Mercado Livre.

Americanas

A Americanas.com comercializa os próprios produtos e também os de terceiros: são mais de 2 milhões de pedidos mensais e cerca de R$ 12 bilhões em vendas registradas pela empresa. Além disso, atualmente o site tem cerca de 224 milhões de visitas por mês.

As Lojas Americanas tem uma história bastante antiga. A marca nasceu como uma empresa de varejo tradicional, no final da década de 1920, e foi fundada pelo empresário Max Landesmann em parceria com sócios estadunidenses, tendo sua primeira sede em Niterói – Rio de Janeiro.

Hoje a empresa tem mais de 1700 lojas físicas em todo o Brasil, e no início dos anos 2000 abriu um site e-commerce próprio, que na década de 2010 começou a funcionar no modelo de marketplace.

Para os vendedores, esse marketplace oferece benefícios interessantes, como o custo zero no investimento inicial. Além disso, a empresa oferece grande visibilidade e proteção contra invasões e fraudes ao seu negócio.

Magazine Luiza

A Magazine Luiza tem um dos maiores marketplaces do Brasil: o Magalu, que recebe cerca de 35 milhões de acessos na sua plataforma, além de possuir mais de 220 mil itens no portfólio. Além disso, recentemente a empresa incorporou os marketplaces do Netshoes, que recebem 54 milhões de visitas por mês.

A empresa foi fundada em 1957 por Luiza Trajano, em Franca (São Paulo), e é uma companhia que inicialmente contava apenas com lojas físicas, mas depois expandiu seu mercado para comercializar produtos de pequenos e médios lojistas em seu marketplace também. No ano de 2020, a empresa registrou crescimento de 214% em sua plataforma digital.

Os vendedores que usam a plataforma podem usufruir da grande visibilidade da empresa, além de ter acesso a uma equipe de suporte e um servidor que sustenta um alto número de acessos. Assim, também garante entregar uma melhor experiência de compra aos clientes.

Submarino

Quando o assunto é tecnologia, cultura pop e esportes, um dos primeiros marketplaces a ser lembrado é o Submarino. O site da empresa registra atualmente 44 milhões de acessos mensais. As operações da empresa são voltadas para o público jovem e está sempre atenta às novas tendências. Junto com a Americanas e Shoptime, o Submarino também integra o grupo B2W Marketplace.

O início da empresa se deu em 1996, com o lançamento da livraria virtual Booknet. Em 1999, porém, ela foi vendida para o projeto TBL S.A, e naquele momento nascia a Submarino. Com a aquisição da Booknet, em 3 de novembro de 1999, a empresa foi lançada e já era considerada o maior site de vendas de livros, CDs e brinquedos do país.

A visibilidade é uma das principais vantagens de ter o seu negócio integrado ao Submarino Marketplace. Além disso, o canal de vendas aposta em tecnologia, tanto no painel administrativo que facilita o dia a dia do lojista, quanto nas práticas digitais de busca, segurança, atendimento e praticidade, a fim de melhorar a experiência dos clientes.

Casas Bahia

A Casas Bahia integra o grupo Via Marketplace junto com o Pontofrio e o Extra. As três plataformas somam milhões de acessos todo mês.

Há mais de 60 anos no mercado varejista, as Casas Bahia possuem 750 lojas físicas em todo o Brasil. Foi fundada em 1952, em São Caetano do Sul, São Paulo, e em 1957 a primeira loja foi aberta. A rede é a maior varejista de eletrodomésticos e móveis do país, e em 2010 nasceu a Via Varejo Marketplace.

A Casas Bahia tem operações muito sólidas e estruturadas de marketplace digital, tendo mais de 3 milhões de transações por ano na internet. Essa estruturação permite que tanto as vendas físicas, quanto as vendas on-line dentro no marketplace aconteçam de forma mais segura, rápida e com menores custos para a companhia.

Dicas para ter um marketplace de sucesso

A aplicação de algumas estratégias pode ajudar a implementar um marketplace com maiores interações e vendas, auxiliando no processo de fidelização dos clientes. Abaixo, trouxemos quatro dicas que os maiores marketplaces do Brasil utilizam e que vão ajudar você a ter destaque nesse mercado:

1- Conquiste um bom número de vendedores e compradores

Para não sofrer prejuízos financeiros, o marketplace precisa ter um bom volume de vendedores, a fim de manter o site em funcionamento e atrair compradores. Por isso é importante buscar métodos para garantir a saúde financeira do seu marketplace. No caso do Airbnb, por exemplo, a empresa incentiva que os usuários convidem amigos que ainda não tenham conta na plataforma, e depois que esses amigos completam o cadastro e fazem uma reserva, o usuário ganha créditos para usar no site.

2- Crie descrições simples, informativas e com fotos de qualidade

Os consumidores de marketplaces estão cada vez mais exigentes em busca de dados básicos e imagens de qualidade dos produtos. Portanto, evite informações muito longas, desnecessárias e desatualizadas. A ideia é usar uma linguagem simples, prezando o máximo pela objetividade e clareza, principalmente ao informar detalhes técnicos. Mostre todos os benefícios que o cliente terá com o produto, deixando a descrição alinhada com o que está em destaque nas fotos do anúncio.

Além disso, as fotografias usadas são fundamentais para gerar o desejo de compra ao seu produto. Por isso, preze por imagens autorais, de boa qualidade e feitas por profissionais. Isso irá passar credibilidade e segurança ao usuário do marketplace. Quando a foto está com baixa qualidade o cliente pode desconfiar e pensar duas vezes em fechar negócio com você.

3- Ofereça preços mais atrativos

Outro ponto importante que os marketplaces precisam ter atenção é oferecer preços mais atrativos do que outros fornecedores do mercado. Com base nisso, você pode perceber que algumas práticas podem auxiliar na conquista de melhores resultados nesse segmento. Os exemplos dos cases de sucesso mostram a necessidade de adotar estratégias de atração de vendedores, a fim de gerar resultados mais expressivos.

4- Integre seu software de gestão ao marketplace

Para que o marketplace seja explorado ao máximo pelo seu negócio, ter um software de gestão é necessário pela otimização das atividades garantida por ele.

Nesse sentido, ter um software integrado ao marketplace é de extrema importância para o trabalho administrativo, porque seu time vai ser capaz de controlar e monitorar suas vendas online e relacioná-las às demais receitas, além de emitir notas fiscais automaticamente e controlar o estoque de maneira automatizada a partir dos pedidos feitos via marketplace.

O software de Gestão Comercial e Industrial Know How pode facilitar o cotidiano em sua empresa! Além de possuir integração com o marketplace, ele também possui funcionalidades que vão diminuir as demandas manuais de seu negócio, como: gerenciar o financeiro, o estoque, a produção e o faturamento de sua empresa em um só lugar.

Tendências e expectativas do marketplace no Brasil

Em 2019, o mercado de marketplace no Brasil apresentou um crescimento de 13%, enquanto a média do e-commerce foi de 12%. Em relação ao faturamento, o comércio eletrônico do país como um todo, faturou quase R$ 27 bilhões, enquanto a receita do marketplace, no mesmo período, foi de quase R$ 18 bilhões.

Nesse contexto, dá para concluir que o marketplace está conquistando cada vez mais simpatizantes. Outro dado que sustenta a tendência de crescimento desse modelo brasileiro é, que segundo pesquisa realizada pela PwC e UPS, no Brasil, 95% dos consumidores realizam suas compras dentro do ambiente virtual e fazem isso por meio de um marketplace.

O cenário parece favorável para entrar nesse ambiente digital, não é mesmo?

E o Software de gestão da Principal, o Know How, pode ajudar você! Ele é integrado a mais de 60 marketplaces, como o Mercado Livre e o Magalu! Ficou interessado? Basta clicar aqui para conhecer melhor nossas soluções e funcionalidades!