Saúde Mental: como superar os desafios da gestão no pós-pandemia?

Atualizado em 29/10/2021
Por Pedro Mendonça

Saúde Mental: como superar os desafios da gestão no pós-pandemia?

Atualizado em 29/10/2021
Por Pedro Mendonça

A saúde dos colaboradores das empresas, antes da pandemia, era tomada como de responsabilidade dos próprios funcionários. O papel da empresa era de facilitar aos colaboradores o acesso as organizações de promoção da saúde quando era necessário.

A pandemia alterou algumas peças nesse tabuleiro. A quantidade de incertezas que as pessoas passaram, e principalmente o mundo corporativo e econômico, ligou um sinal de alerta para o caráter educador e participativo no bem-estar, saúde mental e desenvolvimento dos colaboradores.

Durante esse período, o maior investimento corporativo se deu na ponta. Os investimentos não foram aplicados na gestão, nem no clima organizacional e nem no ambiente de trabalho.

Partindo desse pressuposto, é importante que os gestores estejam atentos a como superar os desafios da gestão no pós-pandemia.

Home Office e a rotina dos colaboradores

Levando em consideração que durante a pandemia muitas empresas optaram pelo home office como forma que conseguia conciliar os principais interesses: o primeiro de preservar a integridade de saúde dos colaboradores; e a segunda que visava manter a operação da empresa atuante.

Com o passar do tempo, e a continuidade da gravidade da pandemia, o mercado percebeu que o período de home office precisaria durar mais tempo.

Esse período ser estendido, representa uma outra situação: mercado instável, pessoas comprando pouco, faturamento baixo. Claro que isso não é geral, pois tiveram determinados segmentos que conseguiram superávit no momento de maior crise.

Com as empresas lucrando menos, as demissões foram inevitáveis. Cortou-se gastos em empregos cujos cargos poderiam ser redistribuídos sem prejuízo das atividades.

Colaborador indispensável sobrecarregado

Um desafio eminente da gestão pós-pandemia é a sobrecarga dos colaboradores que são indispensáveis. Quando houveram as demissões, e os trabalhos foram reorganizados e as funções redistribuídas, muitos excelentes funcionários foram sobrecarregados com demandas adicionais. 

Uma questão importantíssima na retomada do crescimento do mercado é: desafogar os principais funcionários, sabendo que o desgaste e a saúde mental dos colaboradores é um fator muito relevante, principalmente para a produtividade da empresa.

Além do investimento técnico e tecnológico que as empresas fazem nos seus profissionais, a pandemia vivenciada mostrou que o desafio da gestão dos colaboradores tende a ser no quesito emocional.

Como isso pode impactar sua empresa?

Não adianta o mercado voltar a crescer e você perder seus melhores colaboradores. Assim, como será muito importante para sua retomada, que quando for compor novamente suas equipes, contrate os melhores disponíveis.

Assim, as empresas que tenham por exemplo a certificação GTPW (Grate Place To Work) – Ótimo Lugar para Trabalhar – serão lugares que esses colaboradores indispensáveis irão buscar para poderem produzir e manter seu equilíbrio saúde mental.

E isso não tem nada a ver com baixa produtividade. Pelo contrário!

O Home Office veio pra ficar?

Pode se dizer que sim. Além de ser um modo de trabalho que reduz custos e aumenta a produtividade da equipe, vários setores puderam se atualizar e perceber as potencialidades desse modo de trabalho.

Por esse motivo, a busca por aprimorar esse tipo de trabalho já é uma realidade. Assim, é importante que o RH – Recursos Humanos – da sua empresa esteja se atualizando para conseguir acolher e incluir de uma forma mais humana seus colaboradores, principalmente quando as cobranças pelos resultados forem mais significativas.

Como motivar os colaboradores no pós-pandemia?

Sem dúvidas, a motivação será um outro importantíssimo para o retorno no pós-pandemia. A pergunta que se coloca é: como manter o colaborador motivado nesse momento? Principalmente os que precisam entregar resultados estratégicos e bater metas.

Resposta: qualidade de vida.

Depois dos picos de ansiedade, ficou um pouco mais claro a importância da saúde, mobilidade, pleno funcionamento mental. Principalmente para que a resposta seja produtiva como a empresa espera.

Nós sempre esperamos o melhor e agora não será diferente. As empresas precisarão estar preparadas para que não percam os colaboradores indispensáveis e para conseguir contratar os melhores. E, depois disso, ser capaz de mantê-los, facilitando sua produtividade e crescendo no mercado.

A importância dos feedbacks

Nessa nova proposta de lidar com o trabalho, a empresa que colher os feedbacks com seus funcionários para que consiga se posicionar da forma mais concreta – dentro das suas possibilidades – para manter seus colaboradores interessados, engajados e motivados. Esses feedbacks podem ser um norte interessante.

Entretanto, é importante salientar que a superação de todos esses desafio de gestão no pós-pandemia não acontecerá do dia para a noite, com um estalar de dedos. Requer tempo, metodologia, gestão.

Pedro Mendonça, aqui no Blog.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Saúde Mental: como superar os desafios da gestão no pós-pandemia?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções para gestão e automação comercial para organizar as rotinas de faturamento