Sistema de Controle Comercial e Industrial e a Segurança de dados: como e por que proteger suas informações?

Atualizado em 09/04/2021
Por Pedro Mendonça

Sistema de Controle Comercial e Industrial e a Segurança de dados: como e por que proteger suas informações?

Atualizado em 09/04/2021
Por Pedro Mendonça
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Entrevista com Dante Guimarães Barbosa, expert em segurança de dados e CEO da 2001 Tecnologia, empresa atuante no mercado há mais de 22 anos.

No mercado atual, o controle comercial e industrial efetuado por um sistema ERP é imprescindível para qualquer empresa que busque o sucesso. Entretanto, é importantíssimo atentar-se a segurança de dados e proteção das informações da sua empresa.

Em resumo, quando se fala em segurança de dados nas empresas, envolve toda a proteção de informações, tanto de pessoas físicas (CPF) como de pessoas jurídicas (CNPJ), através de ferramentas específicas de proteção.

A média nacional, amparada por pesquisas, indica que de cada cinco brasileiros, um já foi vítima de roubo de dados, e esse índice é muito alto. O foco do roubo de dados é a aplicação de golpes, e os alvos mais comuns são os números de telefone, CPF’s e senhas (principalmente de cartões de crédito e de bancos). Golpes, fraudes, venda de informações sigilosas de clientes e ataques a sistemas são ações decorrentes da falta de uma segurança de dados efetiva.

Para nos elucidar um pouco mais sobre esse assunto, e sua importante relação com os sistemas de controle comercial e industrial, convidamos o especialista em segurança de dados e CEO da 2001 Tecnologia, Dante Guimarães Barbosa.

Clique aqui para ler essa entrevista no LinkedIn do nosso CEO.

1. Segurança de dados no sistema ERP: qual a importância da segurança de dados para o crescimento da empresa?

Em poucas palavras, os mecanismos de segurança têm o objetivo de controlar em seus mínimos detalhes os riscos de exposição e o consequente comprometimento da informação disponibilizada nos ERPs. Com a inevitável escalada do nível tecnológico das empresas, as possibilidades de integração são infinitas, em contrapartida há um aumento de vulnerabilidades que podem comprometer a segurança da informação nas empresas e corporações.

2. Como a segurança de dados auxilia o cotidiano dos decisores?

Trabalhar em ambiente protegido é a chave para se ter segurança na tomada de decisões, um gestor moderno quer ter confiabilidade, disponibilidade das informações, para que as operações de uma empresa fluam de forma simples e eficaz. Bem como manter as boas práticas que garantam a continuidade de negócios, no caso de falhas e ou incidentes na infraestrutura de TI.

3. Como a LGPD (Lei nº 13.709/2018) modificou a relação das empresas com os dados privados?

A Lei Geral de Proteção de Dados estabelece uma série de diretrizes, requisitos e obrigações que as empresas devem ter aderência e devem ser observadas por entidades privadas. Isso leva estas mesmas empresas a dar atenção a algo que todos nós conhecemos desde criança: o princípio constitucional da intimidade e privacidade, este mesmo princípio ficava somente no plano das ideias, com a LGPD este princípio será colocado em prática.

4. Qual a forma mais segura que as empresas devem adotar para garantir a integridade de dados?

a) utilização de recursos de criptografia – é um grande incremento na segurança da informação.

b) controle de acesso à informação – no que tange à segurança da informação está na forma como os dados são distribuídos em uma rede, controle hierárquico e como são acessados. Com o controle rígido de acesso ao ambiente de dados, onde somente os usuários que possuem determinadas credenciais podem acessar. Desta forma, reduz-se drasticamente o risco de invasões e intrusões.

c) a utilização dos serviços de firewalls mais os recursos de criptografia e o controle de acesso, reforçam a segurança. Este restringe significativamente o tráfego de informações por determinadas portas, endereços, que são configuradas com base nas diretrizes de segurança da empresa.

d) uso de links dedicados na comunicação – com a diminuição dos preços deste tipo de acesso, as empresas têm se utilizados desta tecnologia para se comunicar, integrar setores, filiais, acesso à nuvem e em todo tipo de operação.

e) backup de dados – este é um ponto crucial: fazer o backup, seguindo as boas práticas do setor, com o exercício de restauração e suas verificações, isto confere toda segurança no armazenamento de reforço de cópia de dados.

f) uso de antivírus corporativos do tipo Endpoint – garantem que arquivos infectados, tentativas de inoculação de Worms de criptografia, venham a prejudicar toda segurança implementada.

Finalmente, os riscos à segurança da informação são uma realidade e não devem ser desprezados. Negligenciar essas informações é, sem dúvida, deixar uma porta aberta da sua empresa e seus clientes a perigos e prejuízos, muitas vezes incalculáveis. Invista em tecnologias que disponham de recursos de segurança da informação atuais, como os listados neste artigo, é o melhor caminho para garantir a integridade dos dados e a continuidade de negócios.

A partir da precisa e completa contribuição do Dante, percebe-se então, a importância de investir em um sistema de controle comercial e industrial que garanta a sua empresa, a segurança necessária para concentrar e organizar todos os dados e informações necessárias, sem risco de fraudes ou vazamentos de dados.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

Pedro Mendonça, aqui no Blog.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Sistema de Controle Comercial e Industrial e a Segurança de dados: como e por que proteger suas informações?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções para gestão e automação comercial para organizar as rotinas de faturamento